Páginas

28.2.11

escola nova

abriu uma creche nova aqui bem perto de nós.
inscrevi o Afonso e ao contrario do que estava á espera, consegui vaga.
se por um lado fiquei contente por outro volto a ter o coração nas mãos.
por ser nova não tenho referencias, ninguém conhece, sabe como funciona, e não existe lá ninguém que fale português.
e isso preocupa-me.
sei que o Afonso terá mais facilidade em aprender a língua do que nós pais. mas mesmo assim estou assustada, pelo menos estes primeiros tempos vou andar 24h sobre 24h aflita.
A escola abriu hoje e fomos lá 1 hora, nós como outros pais.
são poucas crianças, não as contei mas 10 no máximo.
não perguntei, mas pelo que me apercebi nenhum português, e de idades variadas.
o Afonso reagiu bem, brincou, não se acanhou mas apenas falou comigo, disse-me que queria voltar que ia ficar sem mim, e ia la comer mas dormir não.
amanha vou leva-lo as 9h e busca-lo as 11h. vamos ver como corre 2h sem a minha presença e na quarta vou tentar todo o dia. e aí é que vai doer.
eu queria que ele fosse para a creche e sabia que mais cedo ou mais tarde isso ia acontecer, mas quando chega a hora da verdade, a realidade é sempre mais dolorosa do que aquilo que imaginamos.

sinto-me aflita, de pés e mãos atadas, sem poder fazer nada, apenas esperar e acreditar que a adaptação vai correr bem.

3 comentários:

Mami ( Sónia ) disse...

Vai correr bem vais ver. Ele vai adorar e a língua depressa se aprende :)
Vai-lhe fazer bem!

A minha corrente da chucha... é linda! disse...

Novo passatempo em http://aminhacorrentedachucha.blogspot.com/
Participa!!!

disse...

Compreendo-te perfeitamente, mas vais ver que tudo corre bem e para o Afonso vai ser bom fazer amigos diferentes...
Bj*